17 de fev de 2009

Colo

O sol à beira da estrada
Poeira na contramão
O mato, o cheiro da terra e o chão

Azul molhado da tarde
A noite, a lua, a canção
Amor que chega e me abraça
Vou te levar aonde eu for
E o meu caminho leva onde o teu me disser

Vontade de deitar no colo
Eu nunca mais vou te deixar dormir
Reter cada momento, te seguir

O vento vem te roubar
O abraço, o nada, a razão
É noite fria no coração

Azul queimado da tarde
Saudade, fogo, paixão
Amor vai'mbora e me deixa
Vou te lembrar aonde eu for
Mas teu caminho é outro tempo que saberá,

Vontade de ficar mais tempo
E nunca mais querer te ver partir
O mundo te levou, eu deixo ir


(1995 - parceria com o Crica para a banda "Kin e os Serafins")

Nenhum comentário: