16 de mai de 2009

Preguiça....


Mas um dia desses
Eu vou fugir de casa
E não volto, e não volto
Vou bater as asas,
Só vou levar comigo
O retrato do meu gato
Companheiro dessa minha melancolia...
E você me pede
Pra ter paciência
E juízo, e juízo
Mas o que eu gosto
É de andar na beira
Do abismo, abismo
Arriscando minha vida por um pouco de emoção
Eu e meu gato,
Ele na cama,
Eu no telhado,
Ele sem as botas e eu sem grana

(Eu e meu gato, Rita Lee)

Esse é o Neo, meu gato magro, às vezes lorde, às vezes estivador.

2 de mai de 2009

Em extinção?

Amanhã é aniversário do meu pai e ele adora maxixe.
Resolvemos, então, fazer bacalhau com maxixe no almoço: era só passar na feira hoje de manhã e comprar o legume (fruto??) espinhento.
Quem disse?
Nada.
Em nenhuma barraca!
Mas ainda restava o sacolão.
Aqui perto de casa tem um ótimo, que tem de tudo,
até frutas estranhas como cajá-manga, marolo e abiu.
Necas...
Não se vende mais maxixe nesta terra.
E chicória, então, alguém sabe o que é?
Ora-pro-nobis, mostarda, taioba, couve-tronchuda, bertalha?
Imagine!
Fica aqui a pergunta que não quer calar: esses alimentos entraram em extinção
ou as pessoas passaram a comer, em casa, apenas as verduras e os legumes fast-food
- tipo cenoura, vagem, couve, beterraba -
que comem durante a semana nos quilinhos?