25 de fev de 2009

Praia e carnaval

Carnaval combina com praia. É verdade que também combina com mato, avião, estrada... O destino não importa muito, afinal são cinco dias pra sumir de São Paulo e cair no mundo, mas se for pra praia, melhor.
O problema de juntar praia e carnaval é um só: gente demais. Mas praia é lindo, tem aquele vento, a areia, o calor... AH, O CALOR!!! Pouca roupa, dois ventiladores soprando em cima de você a noite toda, o corpo tudo grudando... Aquela dificuldade doida pra dormir, os mosquitos picando seu pé e fazendo aquele barulhinho delicioso bem no seu ouvido... E pra completar, gente por todos os lados. Vizinhos com a TV ligada e a porta aberta, aquela falação às 6 da manhã, quando você finalmente consegue dormir

18 de fev de 2009

Sdacxovecdsd

Adoro sapatos. Tenho uma verdadeira coleção da Side Walk, originária dos desejos de consumo de quem trabalhava em banco e só podia usar escarpin. O problema da Side Walk é que eles quase não têm sapatos pretos, é tudo muito marrom, vermelho... e eu estava muito a fim de uma sandália preta. Além disso, tudo lá é muito informal e, nos últimos tempos, tem me dado uma vontadinha de me vestir que nem menina de vez em quando... Aí eu o (a?)vi.
Estava no Shopping Ibirapuera, já subindo a escada rolante pra ir embora, quando olho pra uma vitrine. Desço de novo. Experimento? Experimento. No começo, fiquei meio relutante: era muito alto e eu queria uma sandália, só que ele era um sapato.
-- Que sapato, mãe, tá louca? Isso é sandália!
-- Como assim? Sandália é aberta e isso aqui é fechado, só tem essa aberturinha no bico.
-- Mas é sandália, mãe, sapato é fechado!!! Isso é um sdacxovecdsd!!!
-- Hein?
-- Sdacxovecdsd!!!
Ainda não sei muito bem se é sapato ou sandália. Pra dizer a verdade, não faço a menor ideia do nome do negócio. Só sei que é preto, lindo e alto, e eu estou me sentindo poderosíssima com meu sdacxovecdsd novo.

17 de fev de 2009

Colo

O sol à beira da estrada
Poeira na contramão
O mato, o cheiro da terra e o chão

Azul molhado da tarde
A noite, a lua, a canção
Amor que chega e me abraça
Vou te levar aonde eu for
E o meu caminho leva onde o teu me disser

Vontade de deitar no colo
Eu nunca mais vou te deixar dormir
Reter cada momento, te seguir

O vento vem te roubar
O abraço, o nada, a razão
É noite fria no coração

Azul queimado da tarde
Saudade, fogo, paixão
Amor vai'mbora e me deixa
Vou te lembrar aonde eu for
Mas teu caminho é outro tempo que saberá,

Vontade de ficar mais tempo
E nunca mais querer te ver partir
O mundo te levou, eu deixo ir


(1995 - parceria com o Crica para a banda "Kin e os Serafins")